Sucesso em projetos, no futebol e scrum

Nando Reis publicou hoje no Estadão, inspirado pela atual fase saopaulina, alguns parágrafos incríveis e muito inspiradores sobre o (in)sucesso de um time que reproduzo abaixo:

Um jogo de futebol, como todo projeto de criação coletivo é como uma conversa, uma troca. Troca de palavras, de passes, de olhares; troca de ofesas ou de gentilezas, também. E essa sucessão de passes, palavras e olhares crima uma ordem, uma lógica, uma forma particular, um desenho próprio, uma linguagem única, às vezes só entendida por aqueles que participam dessa conversa. Os que estão de fora apenas ouvem os sons dessa música, talvez sem entender o significado enigmático das palavras inventadas.

Mas quando é possível perceber comunicação, é porque se estabeleceu uma harmonia. E as coisas fluem. Todo torcedor sabe quando seu time não está em harmonia. O futebol jogado em geral é pífio, raquítico, quase antipático. De cima das arquibancadas não se ouve o que é dito nos vestiários, mas será que não é lá em cima o melhor lugar para enxergar o caos escrito no gramado?

Vejam como os principais conceitos de Scrum estão reunidos neste texto:

  • Produtividade através de harmonia e comunicação: por isso são tão importantes os papéis do Scruma Master (SM) e Product Owner (PO), para preservar este ambiente.
  • E a brilhante conclusão, também dirigida a SMs e POs, vocês são parte da equipe mas percebam que o distanciamento (ou simples descriminação dos papéis e atores) pode dar uma visão objetiva da performance do time. Vocês tem maior facilidade em perceber disfunções, se olharem com a devida distância (e senso crítico, sem sentimentos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>