SocialCRM – Novo conceito com velhos erros

Jeremiah Owyang, Ray Wang e a equipe da Altimeter divulgaram o white paper “Social CRM: The New Rules of Relationship Management”, que aborda a questão do CRM frente aos hábitos atuais dos consumidores.

O estudo parte da dificuldade das empresas em se manter atualizadas com as conversas a seu respeito, e apresenta uma nova forma de fazer CRM capaz de conectá-las com o universo dos consumidores, a partir das Mídias Sociais.

O documento consolida visões de aplicação de CRM com abordagem de Social Medias, fazendo um mix completo de conceitos conhecidos. Jeremiah é longe de ser um sujeito bobo mas vamos combinar que o matriz de 5Ms ou mesmo o paper não entrega grandes novidades, sequer traça um caminho de atuação de SocialCRM.

Gostaria que me explicassem concretamente:

1) Como que monitoramento de Social Media pode ser uma atividade rentável (sim, Srs., quero um Business Case), haja visto a monstruosidade do universo web2.0, blogosfera, conectosfera e outras sferas. Será que um dia poderemos vencâ-las? Quanto vão custar todas estas plataformas, de todos estes fornecedores? Qual o retorno tangível, monetário, de ações possíveis de serem implantadas nesta engenhoca tecnológica?

2) No que o Middleware é uma variável estratégica do processo de uso estratégico das Midias Sociais?

3) Para ficar neste poucos pontos, medição de quê se nenhuma ação está sendo proposta?

Resultado, mais falácia, como se falou tanto sobre CRM. Uma sugestão de estrutura e conceitos em “letras” para estruturar soluções técnicas sem proposta/objetivo de negócio claro.

O que SocialCRM deveria pressupôr?

Entendo que deveria ser abordado como um repositório de informações estratégicas do cliente. Entendo complementarmente que as informações contidas nele devem estar relacionadas com sua vida nos ambientes sociais digitais.

E o que eu faço com isso?

Ué mas pra que serve um CRM senão dar insumo a:

1) permitir reter o cliente que se mandava, — (em Social Media também acompanhar os insatisfeitos que botam a boca no mundo)

2) vender mais para o cliente que se relaciona, — (em Social Media passa por entender qual seu comportamento nestes ambientes sociais para definir uma oferta cruzada mais adequada)

3) conquistar novos clientes que tenham afinidade com seu produto? — (em Social Media é saber localizar usuários em contextos semânticos, mais pessoais, mais próximos do cliente)

E para isso do que preciso: mais inteligência ou mais plataforma? Será que novamente estaríamos confundindo prática de CRM com software?

CRM é cliente satisfeito, mesmo que em planilha Excel.
Dito isso, agora vamos deixar as aranhas (“webspiders”) de Social Media buscarem informação pois não é algo que se controla, é um ambiente em que se analisa. E só pontos específicos (ambiente sem fronteiras) e imediatos (ambiente mutante).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>